segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Comer menos doces para uma vida mais doce

Vi a capa de uma revista semanal falando sobre novas perspectivas para o diabetes. A capa mostrava dois brigadeiros como olhos e uma boca feliz feita com algum doce cremoso. Ficou bem legal. Sério!Ficou bem bonitinho.

Certo. O que me levou a escrever este post, na verdade, não foi o fato de achar a capa legal. Eu li a matéria e ela trazia informações sobre novas drogas e perspectivas para as pessoas que sofrem com o diabetes. A possibilidade de tratamento com células tronco é realmente impressionante. Fico feliz com a perspectiva e espero que se torne comum logo e, com fé em Deus, com sucesso. O problema são as outras medicações e uma tônica que pode surgir entre os diabéticos mais desavisados: a negligência.

Que o diabetes é uma condição que demanda um controle muito delicado todos sabemos. O controle medicamentoso, como podemos perceber até pela matéria da revista, tem evoluído. O problema é, apenas, que os medicamentos têm se focado na ponta do problema, a hiperglicemia.

Hiperglicemia é quando a glicose no seu sangue encontra-se mais elevada do que deveria. Isso cria uma série de problemas, podendo levar a distúrbios graves como doença renal e tromboses. Este é o aspecto mais óbvio do diabetes e os medicamentos se dedicam a controlar este fator. Este controle é bom, sem dúvida, mas e o foco na origem? Precisamos focar na relação entre insulina e seu receptor, na manifestação do receptor de glicose na membrana plasmática e coisas do gênero. Sabe quem faz algo assim? A boa e velha metformina. Pois é. Um medicamento bem mais antigo e do qual se extraem cada vez mais benefícios, até mesmo como promessa no tratamento de neoplasias.

Será que perdemos o foco com o tempo? Eu me preocupo muito com a evolução dos medicamentos pois, não raro, os mais novos não superam os antigos. Eu sei que muitos medicamentos anti-diabéticos novos são muito úteis, como os inibidores de DPP4 e os incretinomiméticos, mas tenho sentido falta do foco na origem. Por isso é que eu digo:

DIABÉTICOS! NÃO PERCAM O FOCO! Não acreditem que as novas drogas já os habilitam a comer carinhas de brigadeiro com doce cremoso pois, apesar de até poderem manter suas glicemias normais, não corrigem a falha metabólica foco de suas condições. Além disso, tem outra coisa: NINGUÉM DEVERIA COMER CARINHAS DE BRIGADEIRO COM DOCE CREMOSO. Sério. É ruim pra todo mundo. Dê uma olhada neste link.

Fiquem todos atentos. A melhor conduta, para todos nós, ainda é manter distância do açúcar e das farinhas refinadas, bem como dos produtos feitos com eles. Precisamos de mais proteínas e gorduras de qualidade e de menos, BEM MENOS açúcares de todo tipo.

Vamos comer menos doces para ter uma vida MAIS DOCE.