quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Temos que nos adequar à dieta de nossos ancestrais

Este texto é uma contribuição do nosso colaborador, o Nutricionista Junior Brito, lembrando brevemente a necessidade de se adequar a dieta Paleo aos dias atuais.

O período Paleolítico, conhecido como idade da pedra lascada foi um tempo onde a maior descoberta foi o fogo, que contribui para a humanidade até os dias atuais e a construção de ferramentas para caça e defesa. Os habitantes deste período eram nômades, pois ainda não havia a prática da agricultura e essa mudança de localidades se aplicava a sazonalidade de frutas e vegetais, porém esses não eram sua principal fonte de alimento. A caça, principal responsável pela sustentação alimentar, era a principal fonte de sobrevivência nutricional.

A alimentação desta época era algo intrigante se comparada com os parâmetros de alimentação saudável dos dias atuais. Gordura e proteína, provenientes de caça, eram o que proporcionava sustentação e nutrição para os indivíduos deste período e, como complemento, vegetais (frutas, verduras...) que cresciam na época (sazonais). A composição corporal dos hominídeos paleolíticos era de baixo percentual de gordura.

Como indivíduos que se alimentam principalmente de gordura animal conseguem tal feito? Este foi o questionamento dos estudiosos da dieta dos nossos ancestrais. A dieta paleolítica foi estudada e aplicada nos dias atuais com resultados alarmantes: redução de peso (gordura), hipertrofia muscular, diminuição dos riscos por alimentação rica em carboidratos. Estes não devem ser ignorados, porém como devemos adequar aos dias atuais? Como fazer dieta paleolítica?

A dieta paleolítica pode e deve ser adequada aos dias atuais pois alguns fatores evolutivos impedem a aplicação fidedigna, ou alguém ainda caça pra viver nas grandes metrópoles? Não somente nós nutricionistas como também profissionais de saúde em geral deve atentar pra essa vertente e utilizar como ferramenta e estratégia nutricional para aplicar em seus pacientes. Os benefícios podem ser surpreendentes!


Nutricionista Júnior Brito
junioreco@hotmail.com