segunda-feira, 9 de março de 2015

Fazer o bem faz bem OU como contribuir para um abrigo de animais pode fazer bem pra você?

Você sabia que fazer o bem faz bem?

Muitos estudos demonstram que atitudes vistas como positivas nos ajudam a melhorar a saúde. O nosso cérebro é tremendamente sensível a acontecimentos bons e ruins e responde diretamente aos resultados de nossas atitudes. Ter atitudes positivas leva a uma saúde melhorada, disso não temos mais dúvidas. Previne doenças cardíacas, neurológicas, psiquiátricas e talvez até o câncer.

Quando pensamos em atitudes positivas, é fácil imaginarmos a ajuda a crianças carentes, idosos em necessidade, àquele rapaz que pede dinheiro na sinaleira. Tudo isso é muito importante e nós devemos, de fato, buscar maneiras de ajudar a todos eles, de acordo com nossas possibilidades.

Agora, mudando um pouco de foco, você sabia que ajudar os animais pode ser igualmente valioso para sua saúde? A quantidade de animais abandonados em nosso país é enorme e crescente. Iniciativas de abrigo, cuidados e adoção destes pequenos seres vivos são muito valiosas e merecem toda a nossa atenção e apoio tanto quanto quaisquer outras voltadas a humanos. Os animais não são culpados pela irresponsabilidade de seus donos e não devem pagar por isso. Além do mais, animais de rua abandonados são foco de desenvolvimento de doenças que podem afetar a todos nós, sem contar o fato de que contribuem para a sujeira e desordem urbanas.

Fora tudo isso que já citei, há um fato ainda mais importante: o contato com os animais faz bem aos seres humanos e aos próprios animais. Não é à toa que temos animais de estimação e muitos estudiosos do desenvolvimento humano atribuem, à parceria com os lobos/cachorros, boa parte do nosso sucesso enquanto espécie que se desenvolveu e prosperou no planeta. Há também o uso dos animais para diversas funções policiais, guia, de salvamento e até terapêuticas. Eles são fantásticos aliados no tratamento de diversas doenças psíquicas, indo da depressão até quadros de autismo. Os bichinhos são simplesmente fenomenais.

Uma instituição que recolhe, cuida e realoca, com muito carinho e cuidado, animais desprezados ou doados, precisa de muito auxílio, de diversas formas. A ABPA, Associação Brasileira Protetora dos Animais, é uma destas instituições e nós, da Sallus, a escolhemos para fazer a nossa parte nesta causa. Eles mantém uma feirinha de adoção e bazar na praça Ana Lúcia Magalhães, na Pituba, todo domingo das 9h às 13h e respondem pelo e-mail adote@abpabahia.org.br. Há MUITAS maneiras de ajudar. Vejam na página http://www.abpabahia.org.br/ e ajudem como puderem.

Todo ser vivo merece nossa atenção e respeito.

Vamos juntos com estes fiéis aliados!