quinta-feira, 4 de agosto de 2016

ORTOMOLECULAR: O que é (de novo)?

Volta e meia, precisamo voltar a este tema. Afinal de contas, o que é Ortomolecular?

Já falamos sobre isso em posts anteriores, mas vejo a necessidade urgente de voltar ao assunto agora com o objetivo de informar os pacientes e de proteger a imagem profissional daqueles que se dedicam a esta prática.

Ortomolecular é um termo cunhado por Linus Pauling, nos idos da década de 60 do século passado, que sintetiza a idéia de busca da "retidão molecular", ou seja, uma organização das moléculas do organismo que proporcionaria saúde e/ou determinaria a cura de muitas doenças. Como você pode ver, trata-se exclusivamente de um conceito, mas que levou ao desenvolvimento de novas pesquisas e técnicas dentro da área de saúde.

Muita coisa mudou e Linus Pauling pra cá. Teve um aspecto que se firmou muito com o tempo: o fato de o praticante da Ortomolecular buscar dar uma atenção integral e integrativa a seu paciente. Isso quer dizer que TODOS os aspectos da vida do indivíduo, e de sua saúde, nos interessam e que devem ser abordados considerando TODAS as possibilidades de melhora, como reza o código de ética médica e o juramento de Hipócrates. Este pensamento nos leva, também, à percepção de que uma abordagem multiprofissional será sempre melhor do que um profissional sozinho, o que une as forças das diversas subdivisões da área de saúde em uma assistência mais capaz.

Um profissional dedicado à prática Ortomolecular, seja ele médico ou nutricionista, não vai assumir condutas esquisitas ou arriscadas com você. Tudo que fazemos é baseado em muita pesquisa, principalmente na área de bioquímica aplicada. Atrapalha muito a nossa imagem quando um profissional, que utiliza uma prática incomum qualquer, se diz Ortomolecular por causa disso. A idéia não é ser esquisito, mas sim completo e complementar ao que já existe, muitas vezes.

Buscamos ser complementares pelo fato de considerarmos que a prática médica, como é exercida hoje, deixa a desejar em muitos aspectos, principalmente no que diz respeito ao cuidado com a pessoa humana em si. Além disso, vemos falhas práticas e conceituais em diversos tratamentos que parecem se manter incorretos por força de interesses econômicos e/ou políticos, caracterizando a dita "medicina da doença", em muitos casos.

Outra coisa importante é sobre modulação e reposição hormonal. Nem todo médico dedicado à Ortomolecular vai, necessariamente, saber fazer estas duas coisas. Não é atribuição específica dos Ortomoleculares, apesar de terem sido eles grandes defensores e praticantes da técnica nos últimos 15 anos (eu mesmo já utilizo, com meus pacientes, há 11 anos). É comum encontrar médicos dedicados à Ortomolecular que buscaram treinamento adequado na área de reposição e modulação hormonal, mas isso não é obrigatório.

Também não é correto ver a Ortomolecular como "técnica de emagrecimento". Muito menos correto é falar em "dieta Ortomolecular". Os profissionais que se dedicam a esta prática têm o costume de lidar com o emagrecimento pelo simples fato de trabalharem muito dentro da área de metabologia, mas isso serve tanto para emagrecer quanto para tratar diabetes, por exemplo.

Em resumo, Ortomolecular é uma prática que se propoe a reequilibrar sua saúde através do seu reequilíbrio bioquímico e isso passa por hábitos de vida saudáveis e uma suplementação nutricional personalizada, quando necessária. Como qualquer conduta médica, não realiza milagres, mas pode te trazer resultados excelentes em termos de qualidade de vida e no tratamento complementar das mais diversas doenças, da hipertensão ao câncer.

Ortomolecular também não TEM que ser necessariamente caríssimo. É importante que você, enquanto paciente, converse claramente com o profissional que te atende, estabelecendo até que limites pretende chegar. Um tratamento perfeito TEM que ser possível de se realizar. De nada adianta uma prescrição ideal se você não tiver recursos para adquiri-la. Se dialogar com o profissional que te assiste direitinho, certamente ele apresentará alternativas para viabilizar o tratamento.

Só pra fechar, que fique claro para todos que a Ortomolecular é prática médica reconhecida pelo CFM desde 1998 e que este reconhecimento foi ratificado em 2010 e 2012, OK?

Pronto. Tomara que tenha ficado claro. Se não ficou, manda e-mail pra mim e me pergunte mais o que for necessário, OK?

Saúde e Paz a todos!