terça-feira, 13 de outubro de 2015

Tem certeza de que quer sair do FOCO?

Tem certeza que você quer um "dia do lixo"?
Vamos lá, pessoal.

"Você DEIXA eu furar a dieta (o tratamento) só um diazinho por semana? Por favor?" - pedido literal
para ter o famoso "dia do lixo" toda semana.

Entendam uma coisa: não é questão de deixar ou não. De acordo com a situação em que cada um se encontra, com os objetivos que deseja alcançar, com o tempo e com os recursos disponíveis, os tratamentos/dietas podem ser mais ou menos flexíveis. Em geral, se temos mais urgência ou gravidade, precisamos ser mais rígidos. Por isso eu digo que não é "por ruindade" ou porque o profissional é "muito intransigente" que ele, muitas vezes, endurece o tratamento. Lembre que estamos apenas tentando te ajudar a chegar em um ponto que você mesmo pediu.

Se o foco no tratamento não for mantido, o sucesso do mesmo pode ficar completamente comprometido e você mesmo vai ficar chateado com o fato de não alcançar os resultados que queria. Pense nisso. Será que não vale a pena um pouco de dedicação e, por que não, privações temporárias para alcançar aquela meta maravilhosa que você tanto quer?

Eu sei que muitas coisas permeiam nossas mentes e nos afastam do caminho reto na direção do sucesso. Isso acontece com quase tudo na vida. Temos a mania, por exemplo, de tentar avaliar um tratamento/dieta durante o processo. Isso é uma péssima idéia! Se você realmente tivesse como avaliar tudo no meio do caminho, não precisaria estar sendo acompanhado por um profissional, não é mesmo? Quais os parâmetros para avaliar? Como ponderar os resultados? Pacientes que querem emagrecer costumam, quase invariavelmente, se avaliar pela perda de peso e eu insisto: PERDA DE PESO NÃO É UMA BOA REFERÊNCIA PARA EMAGRECIMENTO! (veja mais AQUI!)

Se você não está plenamente capacitado para avaliar os resultados preliminares do seu tratamento, o que me diz dos "pequenos ajustes" durante o processo? "Só esse pedacinho não vai ser problema..." ou "se eu esqueci de tomar o comprimido da última vez, tomo dois agora". Estas ações, aparentemente insignificantes, podem destruir todo o seu esforço e tratamento, pois você não sabe o verdadeiro potencial destrutivo que elas têm sobre o seu processo terapêutico.

Por isso tudo, pense direitinho antes de querer "uma folguinha" ou dar uma "ajustadinha" na sua dieta ou tratamento. Se você está disposto a atrasar ou destruir seus resultados, não vejo nenhum problema (afinal de contas, a vida é feita de escolhas e o livre-arbítrio está aí), mas se você quer alcançar, o quanto antes, tudo que almeja, vamos focar mais um pouco?

Vamos em frente, juntos!

FOCO!