domingo, 4 de setembro de 2011

Vamos usar liraglutida (VICTOZA®)?

A gente já estava esperando.

A mais recente medicação para tratamento do diabetes tipo II a chegar no Brasil, já aprovada na Europa em 2009 e nos EUA em 2010, é também a nova proposta de vedete para os tratamentos de emagrecimento. Estamos falando da LIRAGLUTIDA (eita nome "lindo"!), um análogo de GLP1 injetável que promete resultados excelentes para ambos os propósitos, tratamento do diabetes tipo II e da obesidade.

Agora que apareceu oficialmente na grande mídia, a tendência é uma chuva de solicitações em consultório para que os médicos prescrevam a droga, como tábua de salvação para todos aqueles que querem emagrecer. É sempre assim. Foi assim com o rimonabanto, foi assim quando caiu a patente da sibutramina e ela se tornou barata. Todos queremos encontrar aquela medicação que seja a solução final para os quilinhos a mais.

Eu acho louvável que todos estejam ligados nas notícias e procurando alternativas tecnicamente comprovadas e seguras para encontrar sua composição corporal ideal e melhorar sua saúde. Concordo 100% que a liraglutida é uma nova opção que devemos avaliar com carinho em sua utilidade extra de combate à obesidade, com poucos efeitos adversos. Só quero que você, que lê este blog, esteja consciente de uma coisa: NÃO HÁ SOLUÇÃO MÁGICA.

É isso mesmo. Vamos prescrever a nova medicação? Sim, para quem seja adequado prescrevê-la. Ela não é para quem já está magro e quer "travar" o abdome. Ela não é para quem quer "perder umas gordurinhas localizadas". É uma medicação para tratamento de diabetes tipo II que mostrou, TAMBÉM, bons resultados no tratamento da OBESIDADE. A metformina e a pioglitazona também apresentam esse perfil, mas com resultados muito mais modestos.

Temos uma nova proposta e muitas esperanças pela frente? Sem dúvida! Mas vamos com calma quando estamos falando em saúde, ok? Acreditem quando digo que uma medicação liberada lá fora há 1 ou 2 anos é bem recente e que devemos ter cuidado em administrá-la da forma mais coerente possível, para não nos arrependermos depois.

Antes de pedir pela nova medicação, pense no seguinte: você está se esforçando tanto quanto pode para emagrecer? Lembre-se que, mesmo que utilize qualquer medicação, ela será temporária e, depois disso, você vai ter que segurar seus resultados com disciplina, alimentação equilibrada, exercícios, bom sono, e todos os elementos psíquicos que também compõem a boa saúde.

Lute sempre! Use as armas que realmente necessitar. Conte com seu médico.